Conheça mais sobre quem criou as histórias em quadrinhos

Você deve saber que as histórias em quadrinhos são criadas com objetivo de contar uma história de forma divertida, pois faz uso de desenhos, balões de falas e outros recursos que deixam a HQ com uma vivacidade e leveza surpreendentes. Mas você sabe quem começou com tudo isso?

Mesmo que não saiba, há uma referência inicial que você já dever ter ouvido falar, principalmente na escola. Vamos já te contar qual é.

Só que essa referência não é oficializada como sendo uma HQ, pois o sentido de história em quadrinhos mudou um pouco e assumiu umas posturas diferentes. Aqui mostraremos quem foi a primeira pessoa a fazer uma HQ e de forma tudo isso aconteceu.

Então se você está interessado nessas informações, acompanhe a seguir tudo que contaremos a você sobre esse maravilhoso universo das histórias em quadrinhos.

QUEM FOI A PRIMEIRA PESSOA OFICIAL A CRIAR UMA HISTÓRIA EM QUADRINHOS?

Se partirmos da essência de que as HQ’s consistem em uma narração, ou seja, contar uma história.  Nós podemos voltar um pouquinho no tempo e nos lembrar dos nossas ancestrais, com suas incríveis pinturas rupestres.

Richard Outcault

As pinturas rupestres eram desenhos feitos nas paredes das cavernas, que normalmente narravam alguma história que aconteceu. E o mais interessante é que os mais novos podiam conhecer, através daqueles registros, um pouco mais de sua própria história.

Mas é claro que não foi essa versão de história em quadrinho que temos como sendo a primeira do mundo, já que as pinturas rupestres não possuíam a mesma estrutura da HQ que conhecemos hoje em dia.

Então, foi em 1895 que o americano Richard Outcault, criou a primeiro HQ com as caraterísticas que temos hoje. Desde a primeira tirinha (um tipo de HQ) feita por ele, o gênero tornou-se um sucesso, caiu no gosto de público e agradou pessoas de diversas idades.

A tirinha de Outcault foi inaugurada nos jornais sensacionalistas de Nova York e fez tanto sucesso que acabou sendo disputada por jornais de renome.

AS CARACTERÍSTICAS DA LINGUAGEM NAS HQ’S DO CRIADOR DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Após essa forma criada por Richard Outcaul de produzir história em quadrinho e o enorme sucesso e reconhecimento, muitos outros artistas ao redor do mundo começaram a seguir o modelo. As principais características das histórias em quadrinhos daquela época, ainda são utilizadas hoje em dia.

São elas:

  • Personagens fixos;
  • Ações fragmentadas;
  • E diálogos em balõezinhos de texto.

UM POUCO DA HISTÓRIA DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NA ÉPOCA

Apesar do sucesso dos quadrinhos de Outcaul, muitos afirmam que as HQ’s surgiram em uma época errada e por isso, não receberam o status que deveriam.

As histórias em quadrinhos vieram à cena na mesma época do mundo cinematográfico. O que se esperava é que fosse reconhecida como o cinema foi, ganhando até o título de sétima arte. Até hoje em dia, mesmo com o reconhecimento ascendente, as HQ’s ainda não receberem títulos tão prestigiados quanto o cinema.

O reconhecimento da crítica é muito importante para uma arte se propagar, os quadrinhos não receberam uma crítica devida. Por muitos foi considerado até algo que iria influenciar negativamente as crianças devido os conteúdos que abordavam.

No entanto, mesmo com os contra da situação. As HQs entraram no caminho da educação na década de 60. Os professores viram ali uma ótima oportunidade de tratar de temas diversos com os alunos de forma que prendessem a atenção deles.

Após isso, o reconhecimento chegou até ao mundo cinematográfico, ganhando filmes a partir dos conteúdos das HQ’s e conquistando de vez o público mais neutro. Assim como tudo no mundo, os quadrinhos não adorados por todos, mas o público que gosta, são fãs fieis.

OUTRAS VISÕES A CERCA DO SURGIMENTO DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Quando falamos de surgimento, ainda mais para casos onde não havia tantos registros como hoje em dia, aparecem várias versões de uma mesma história.

Richard Outcault

Alguns estudiosos, por exemplo, acreditam que o desenhista alemão Wilhelm Busch foi o precursor das histórias em quadrinhos no mundo com o seu livro Max und Moritz. Nesse livro, publicado no século XIX, várias das ações descritas eram ilustradas, ganhando de cara, o público infantil.

No Brasil, as histórias em quadrinhos só entraram em cena no século XX e ainda foram através de Comics – histórias em quadrinhos originados nos EUA, só depois que artistas brasileiros começaram a produzir e ganharam determinado espaço com as crianças.

Com essas notícias que te apresentamos, tenho certeza que a partir de agora você está bem esclarecido em relação às histórias de quadrinho e não haverá mais confusões, não é mesmo?

Então é isso! Se você gostou e te ajudou a esclarecer alguma questão que não sabia ou estava em dúvida, torne aqui outras vezes para seguir nossas postagens que sempre estão cheia de conteúdos informativos. Até a próxima!

Referência: https://pt.wikipedia.org/wiki/Universo_HQ